Saiba tudo sobre o imposto de renda para médicos

Quando o assunto é imposto de renda para médicos, as dúvidas são comuns. Afinal, é preciso considerar os ganhos e despesas pessoais e também do consultório. Para esclarecer essas dúvidas e facilitar a declaração anual, leia esse artigo.

5 medidas essenciais quanto ao imposto de renda para médicos

Essas ações simples são básicas para elaborar a Declaração de Imposto de Renda do médico e manter-se regularizado perante os órgãos fiscalizatórios.

1 – Saber quais dados devem estar na declaração

Essa declaração é composta por diversas informações que são obrigatórias. Elas são exigidas para identificar o médico e apresentar os números condizentes com o faturamento e despesas referentes ao ano-base.

Quanto aos dados pessoais e profissionais, os principais são:

• Número do registro profissional;
• Códigos da ocupação principal e natureza de ocupação do médico;
• CPF do cônjuge e dos dependentes.

Com relação aos dados dos pacientes, é preciso:

• Rendimento obtido de cada paciente;
• CPF de cada paciente.

Sobre os rendimentos e despesas, é necessário apontar:

• Rendimentos obtidos por meio de investimentos;
• Plantões médicos (estes valores são classificados como remuneração);
• Dívidas contraídas no ano-base. Ex.: empréstimos e financiamentos;
• Bens adquiridos no ano-base. Ex.: imóveis, veículos etc.;
• Total do pró-labore e retiradas de lucro ocorridos no ano-base.

2 – Verificar quais são as deduções aplicáveis

Por lei, são permitidas diversas deduções no imposto de renda para médicos. Estar por dentro dessas informações é crucial.

As principais deduções relacionadas à área médica são:

• Materiais e insumos utilizados no consultório;
• Material de escritório/papelaria;
• Cursos e demais despesas destinadas à capacitação do profissional;
• Mensalidade e valor usado para registro no Conselho Federal de Medicina – CFM;
• Despesas com os funcionários da clínica;
• Custos relacionados ao funcionamento do consultório. Ex.: aluguel do imóvel, energia elétrica etc.;
• Valores gastos com a previdência (social e privada);
• Investimento em marketing;
• Doações para projetos sociais.

3 – Estar por dentro das obrigações mensais

Além das informações para declaração do IR dos médicos, é importante considerar as obrigações mensais que devem ser elaboradas pelo profissional. Mantê-las em ordem faz toda diferença para a gestão financeira e facilita no momento de fazer a declaração anual.

Essas obrigações são:

-No caso dos médicos que atuam como Pessoa Física. As despesas mensais devem ser apontadas no programa Carnê Leão.

-No caso dos médicos que atuam como Pessoa Jurídica. É necessário que os serviços médicos sejam apontados na Dmed – Declaração de Serviços Médicos ou de Saúde. O documento precisa mencionar os dados dos pacientes atendidos e respectivos valores.

-Preenchimento e pagamento do DARF – Documento de Arrecadação de Receitas Federais.

4 – Organizar as informações

Manter as informações organizadas durante todo o ano, e especialmente semanas antes da declaração, é primordial para evitar erros que venham a gerar problemas com a Receita Federal.

É necessário que no dia a dia e ao final de cada mês, sejam arquivados os documentos que deverão ser declarados, tais como comprovantes de pagamento, relatórios de procedimentos etc.

Em muitas situações, o imposto de renda para médicos se torna difícil de elaborar devido à falta dos documentos necessários.

5 – Elaborar a declaração ou entregar a documentação a um contador

Depois de reunir todas as informações e documentos necessários, é o momento de fazer a declaração conforme prazo concedido pelos órgãos responsáveis. O médico pode optar por fazer a própria declaração ou contratar o serviço de um contador.

Vantagens de ter um contador para fazer a Declaração de Imposto de Renda para médicos

Vantagens de ter um contador para fazer a Declaração de Imposto de Renda para médicos

O cotidiano dos médicos é repleto de atividades. É perfeitamente normal não ter tempo suficiente para acompanhar as informações mês a mês ou saber detalhes no momento de declarar o imposto de renda.

Por isso, ter um contador à disposição é a melhor maneira de ganhar em tempo, agilidade e a segurança de que as informações serão entregues da forma exigida.

Além de elaborar a declaração, o contador orienta sobre as informações que devem ser guardadas no dia a dia para realizar a declaração no momento solicitado.

O médico pode ficar mais tranquilo também quanto à emissão das guias de pagamento mensais e anuais, levantamento dos impostos que devem ser pagos no decorrer do ano, documentos quanto às autorizações para funcionamento do consultório etc.

Essas são as principais vantagens de contar com um escritório de contabilidade:

Essas são as principais vantagens de contar com um escritório de contabilidade

Otimização do tempo

Ao contar com um profissional especializado, o médico consegue dedicar mais tempo às atividades pertinentes à profissão (consultas, procedimentos de diagnóstico, cirurgias etc.).

O médico também ficará mais tranquilo sabendo que a gestão financeira e contábil da clínica é realizada de acordo com a legislação e boas práticas administrativas.

Dessa forma, é possível dedicar o tempo necessário aos cuidados com os pacientes e atuar nos demais aspectos administrativos do consultório.

Informações adequadas e cumprimento de prazos

Com a ajuda do contador, o médico consegue gerar as informações necessárias para que toda gestão da tributária da clínica se mantenha em ordem.

Sem esse apoio, há riscos de equívocos que precisam ser evitados.

Outro benefício é com relação aos prazos. Por estar por dentro dos assuntos tributários, o contador sempre alerta sobre as datas em que os pagamentos devem ser realizados e as declarações que precisam ser entregues.

É interessante contar com um sistema de gestão

Tanto para a área financeira e contábil quanto para os recursos humanos e outras atividades, a clínica deve contar com um sistema eficiente de informações.

Além de registrar e manter dados confiáveis quanto ao faturamento, custos, pagamentos etc., o sistema permite o cadastro de todos os pacientes com informações básicas.

Dessa forma, durante todo o ano e no momento de entregar a declaração de imposto de renda, as informações já estarão disponíveis e organizadas.

Leia nosso artigo do blog “Importância de um software para clínica médica

Contar com um sistema também permite melhores condições para elaboração dos balanços patrimoniais, DRE, relatórios de contas a pagar etc.

Não há dúvida de que, para fazer uma boa gestão na sua clínica médica, é necessário ter o apoio de profissionais especializados e de recursos confiáveis.

Além de saber sobre o imposto de renda para médicos, confira nosso blog e fique por dentro de outros conteúdos sobre a gestão do consultório.

Outros Posts Relacionados
marketing médico em 2024
Como aplicar o marketing médico em 2024?

O marketing médico, em 2024, continua a se reinventar no Brasil, acompanhando os avanços tecnológicos e as novas demandas dos pacientes. A

LOGOTIPO AGÊNCIA DO MÉDICO

Faça parte desse
Time de Sucesso

Siga a Agência do Médico nas Redes Sociais